Saúde Ocupacional

Oferecemos uma ampla gama de serviços. Sendo eles:

Exame Admissional é um exame médico obrigatório, simples e importante, que é solicitado pelas empresas antes da contratação de qualquer funcionário com carteira assinada. Sua obrigatóriedade é prevista no artigo 168 da CLT, que diz: 
“Será obrigatório exame médico, por conta do empregador, nas condições estabelecidas neste artigo e nas instruções complementares a serem expedidas pelo Ministério do Trabalho: I - na admissão; II - na demissão; III – periodicamente”.

Esse exame se faz necessário pois comprova o bom estado de saúde físico e mental do novo funcionário, assegurando que ele poderá exercer a função a que será destinado. O Admissional é feito por um médico do trabalho, que é capaz de identificar as doenças ocupacionais.

O exame começa quando o médico pergunta se o trabalhador sofre alguma doença ou mal estar, mede pressão arterial, batimentos cardíacos etc. E depois da entrevista e do exame, o médico poderá emitir o Atestado Médico de Capacidade Funcional. Essa prática serve de garantia para o empregador e também para o empregado, uma vez que, se o empregado adquirir alguma doença devido a sua função, este poderá ser indenizado. Para o empregador, o exame é fundamental para saber se o candidato ao emprego está apto para exercer as funções que dele serão exigidas, dando maior garantia de que o trabalho será realizado.

 

O Exame Demissional acontece quando ocorre o desligamento do funcionário de suas atividades. Seu objetivo é documentar as condições de saúde do funcionário no momento do desligamento.  Ele é tão importante quanto o Admissional, pois garante que a saúde do funcionário no ato da recisão, assegurando tanto empregado quanto empregador. 

O artigo 168, da CL T, e a Norma Regulamentadora nº 7 (NR-7), item 7.4.1, da Portaria nº 3.214/78, obrigam o empregador a submeter o empregado, por ocasião da demissão, a um exame médico demission. 

O Atestado de Saúde Ocupacional (ASO) referente ao exame demissional é um documento obrigatório para que seja efetivada a rescisão do contrato de trabalho.  Dessa forma, não realizar o Demissional pode trazer consequências ao empregador.  Sendo assim, é importante que o exame demissional aconteça para constatar que na data do desligamento o trabalhador estava apto ao trabalho. 

O Exame de Mudança de Função acontece quando o funcionário está sendo transferido de função ou setor dentro da mesma empresa, ou empregadora.  Ele deve acontecer antes da data da mudança, desde que a nova função do funcionário apresente diferentes riscos ocupacionais daqueles que estava exposto antes. Sendo assim, se o funcionário alocado de função estiver exposto ao mesmo risco ocupacional, não se faz necessário do examae de Mudança de Função.

Esse exame é composto por uma anamnese patológica completa (clínica e ocupacional) do funcionário, assim como um exame clínico completo. Nesse exame são examinados aspectos gerais de saúde do paciente, sendo assim o médico poderá dizer se o funcionário está apto para exercer sua nova função. 

Os Exames Médicos Periódicos são importantes para averiguar o estado de saúde dos trabalhadores, tendo como objetivo orientá-los sobre os níveis dos fatores de risco: físicos, químicos, biológicos ou ergonômicos, que estão expostos nos ambientes de trabalho.

Essa prática é um obrigação do empregador, que deve estar atento à saúde de seus funcionários, sendo que isso é  um direito assegurado ao trabalhador, previsto na legislação. A legislação que fundamenta a obrigatoriedade da realização dos exames médicos periódicos foi estabelecida em 8 de junho de 1978 e regulamentada pela Portaria nº. 3214.

É por conta desses mes exames médicos periódicos é possível verificar alguma condição patológica na saúde do funcionário para realizar suas funções no ambiente de trabalho.  Os resultados demostraram a aptidão, ou incapacidade dos funcionários para realizarem suas funções em condições seguras e que não comprometam a saúde. 

 

O exame de Retorno ao Trabalho acontece em funcionários que ficaram afastados do trabalho por um período igual ou superior a trinta dias, por motivo de doença ou acidente, de natureza ocupacional ou não, ou parto. Ele acontece obrigatoriamente no primeiro dia da volta ao trabalho de trabalhador ausente.

No exame de retorno é realizada uma anamnese patológica atual completa (clínica e ocupacional) do funcionário, e também um  exame clínico completo. Sendo assim são examinados aspectos gerais da saúde do paciente, e dessa forma o médico do trabalho poderá constatar se o funcionário recuperou a capacidade física/mental que tinha antes do seu afastamento.

Quando o funcionário retorna de um período de férias, ele não precisa realizar o exame de Retorno ao Trabalho.

Segurança do Trabalho

Prevenção: a melhor ferramenta da segurança do trabalho.

Laudo Técnico das Condições Ambientais de Trabalho, é o documento regulamentado pela Previdência Social destinado à demonstrar as condições do ambiente em que o trabalhador exerceu a função. Serve para comprovar que o trabalhador esteve exposto a determinados riscos durante o período de permanência na empresa. O documento é de suma importância para determinação da aposentadoria especial pelo INSS.

O LTCAT deve ser expedido pelo médico do trabalho, ou engenheiro de segurança do trabalho, ambos devidamente habilitados e não possui uma validade quanto a periodicidade, devendo entretanto, ser atualizado caso ocorra alterações no ambiente de trabalho.

O decreto nº 3.048, de 06 de maio de 1999 – art. 283, Capitulo III estabelece a penalidade de multa pra empresas que não realizam o LTCAT. Segundo a atualização da portaria MPS nº 727 de 30 de maio de 2003, a partir do dia 1º de junho de 2003, conforme a gravidade da infração, a multa para quem não realiza o LTCAT varia de R$ 991,03 a R$ 99.102,12.

A NR-18 prevê o Programa Condições de Meio Ambiente do Trabalho na Indústria de Construção Civil, que deve garantir, por ações preventivas, a integridade física e a saúde do trabalhador da construção civil, funcionários terceirizados, fornecedores, contratantes, visitantes, etc. É o planejamento e a orientação em relação a quais medidas e procedimentos devem ser adotados pela empresa e pelos funcionários para reduzir riscos no ambiente de trabalho, evitar agravantes à equipe e estipular estratégias em casos de acidentes.

Segundo a NR-18, a princípio pelo próprio Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho - SESMT da empresa ou instituição. Apenas profissionais regularmente habilitados em segurança do trabalho podem elaborar o PCMAT.

Programa Controle Médico de Saúde Ocupacional, ou NR-7, é a norma que estabelece a obrigatoriedade de elaboração e implementação, pelos empregadores e instituições, do PCMSO com objetivo de promover e preservar a saúde do conjunto dos trabalhadores. Os parâmetros e diretrizes gerais a serem observados na PCMSO são estabelecidos pela mesma norma.

Cabe a empresa contratante da mão de obra, informar a empresa contratada dos riscos possíveis e prestar auxílio na elaboração e implementação do PCMSO no local de trabalho.

O Programa Controle Médico de Saúde Ocupacional integra o conjunto amplo de iniciativas da empresa no campo de saúde dos trabalhadores, devendo estar disposto nas demais Normas Regulamentadoras; além deste, deverá considerar acerca dos indivíduos e a coletividade de trabalhadores, privilegiando o instrumental clínico-epidemiológico na relação entre sua saúde e o trabalho; apresentar caráter preventivo, rastreamento e diagnóstico precoce do agravantes à saúde relacionados ao trabalho; deverá ser realizado e implantado com base nos riscos à saúde dos trabalhadores.

O Perfil Profissiográfico Previdenciário refere-se a um documento histórico-laboral do trabalhador que reúne dados administrativos, registros ambientais, resultados de monitoração biológica durante todo período de execução do trabalho na respectiva empresa.

Tem como finalidade comprovar as condições pra habilitação beneficiária e serviços previdenciários, especialmente o benefício de aposentadoria especial; dispor ao trabalhador meios de prova produzidos pelo empregador ante a Previdência Social, a outros órgãos públicos e aos sindicatos, visando a garantia de todos os direitos decorrente da relação de trabalho, não importa sua instância; prover a empresa meios de prova produzidos em tempo real, de modo a organizar e a individualizar as informações em seus diversos setores ao longo dos anos, possibilitando que a empresa evite ações justiciais indevidas relativo aos seus trabalhadores e proporcionar aos administradores públicos e privados acesso a bases de informações confiáveis, como fonte primária de informação estatística, para desenvolvimento de vigilância sanitária e epidemiológica, bem como definição de políticas em saúde coletiva.

Programa de Prevenção de Riscos Ambientais, ou NR-9, estabelece a obrigatoriedade da elaboração e implementação do PPRA à todos os trabalhadores admitidos como empregados por uma empresa empregadora. O programa visa à preservação da saúde e da integridade dos trabalhadores, através da antecipação, reconhecimento, avaliação e controle da ocorrência de riscos ambientais existentes ou potenciais, tendo a consideração a proteção do meio ambiente e dos recursos ambientais.

As ações devem ser desenvolvidas com responsabilidade do empregador, com participação dos trabalhadores, sendo a sua abrancência e profundidade dependentes das características dos riscos e as respectivas necessidades de controle. O PPRA é parte integrante da NR-7 (Ver PCMSO).

Policlínica | Clínica Médica

Dispomos de diversas especialidades médicas para cuidar da sua saúde.

  • Cardiologista; médico que ocupa o diagnóstico e tratamento das doenças que acometem o coração e demais componentes do sistema circulatório.

 

  • Clinico Geral; profissional que detem conhecimento aprofundado dos órgãos, sistemas e aparelhos do corpo humano, faz diagnósticos, pede exames, prescreve medicamentos e realiza cirurgias.

 

  • Fonoaudiologa; é o profissional da área da saúde que trabalha com os diferentes aspectos da comunicação humana: linguagem oral e escrita, fala, voz e audição.

 

  • Mastologista; especialidade médica que se dedica ao estudo das glândulas mamárias.

 

  • Nutricionista; profissional que desenvolve ações no âmbito da atenção dietética e segurança alimentar.

 

  • Ortopedista; é a especialidade médica que utiliza métodos clínicos, físicos e cirúrgicos para tratar e corrigir enfermidades, lesões e deformidades relaciona-se ao aparelho locomotor, ao sistema esquelético e estruturas associadas.

 

  • Pneumologista: profissional encarregado ao tratamento das patologias das vias aéreas inferiores.
  • Audiometria; exame que avalia a audição.

 

  • Eletrocardiograma; exame que avalia a atividade elétrica do coração.

 

  • Eletroencefalograma; teste que avalia a atividade elétrica do cérebro.

 

  • Espirometria; exame que mede a função pulmonar

 

  • Diagnósticos por imagem
    • Ultrassonografia;
    • Raio X;
    • Raio X OIT;

 

  • Todos exames Laboratoriais.

Outros Serviços

Estamos prontos para atender sua empresa de uma forma abrangente. Conheça outros serviços:

ANÁLISE DE VIBRAÇÃO

O registro das vibrações e suas análises permitem identificar a origem dos esforços presentes em uma máquina operando, através dele, detecta-se, com antecipação, a presença de muitas falhas: Rolamentos deteriorados, engrenagens defeituosas, acoplamentos desalinhados, rotores desbalanceados, vínculos desajustados, problemas aerodinâmicos, problemas hidráulicos, de cavitação entre outros.

Comissão Interna de Prevenção de Acidente.

É um instrumento que todos os trabalhadores dispõem para tratar da prevenção de acidentes e de doenças no seu ambiente de trabalho. O objetivo maior da CIPA é, portanto, a promoção  e a prevenção da segurança e da saúde no horário do labor.

1º Socorros Básicos e Avançados
NR 35
NR 10
Combate a incêndio

E-social: Unificar informações por parte dos empregadores em relação aos empregados. Nestes estarão disponíveis à critério do Governo Federal ferramentas que possibilitará o recolhimento unificado das principais informações relativas tanto ao empregador quanto aos respectivos empregados.
Exames Ocupacionais: Reduzir absenteísmo motivado por doenças ocupacionais e acidentes potencialmente graves além da adequação do melhor desempenho à função exercida pelo colaborador

Ficou alguma dúvida? Fale conosco